pesquise no latitude

digite para buscar...


É tanta coisa que não cabe aquivoltar

O pertencimento a uma história, não só da arte, mas da conflituosa sociedade brasileira: este foi um dos principais critérios para a seleção dos artistas que estarão, a partir do dia 9 de maio, no pavilhão brasileiro da 56ª Bienal de Veneza.

Os responsáveis pela concepção do pavilhão brasileiro na mais antiga Bienal do Mundo - o curador Luiz Camillo Osorio e o curador assistente Cauê Alves - apresentam obras dos artistas Antonio Manuel (representado pelas galerias Anita Schwartz e Luiza Strina), Berna Reale (Galeria Nara Roesler) e André Komatsu (Galeria Vermelho).

O título da mostra, “É tanta coisa que não cabe aqui” foi inspirado pelos cartazes das manifestações que tomaram as principais capitais brasileiras em junho de 2013.